desabafos em rodapé

o senhor é parvo

O senhor é parvo

Parvo é o senhor

Senhor dos Passos

Paços do Concelho

Conselho de Ministros

Ministro da Guerra

Guerra Junqueiro

Junqueira Alcântara

Alcântara Mar

Mar da China

China Xangai

Xian-Kai-Xeq

Xeque-mate

Mate o senhor

O senhor é Parvo

bom dia. não tinha mais nada à mão. e já vi e ouvi tanto parvo esta semana…

informa-se que este guichet não possui livro de reclamações.

lengalenga infantil. não fui eu que inventei.

desabafos em rodapé

com a vossa licença

bom dia. gostava de divulgar aqui o conteúdo de um pequeno  pedaço de papel com texto publicitário referente a  um astrólogo medium curandeiro. fizeram a fineza de mo colocar no vidro do carro. eu, que sou de uma elegância difícil de igualar, guardei-o ciosamente, pois amarrotá-lo e desprezá-lo seria uma ignomínia.  já em casa, li e refleti-o cuidadosamente. registei a informação. sublinhei: “grande cientista espiritualista africano (…)especializado em casos difíceis de resolver, como: juntar dois amores separados em cinco dias, invejas (…) faz trabalho à distância” e etc. e até ao fim, continua numa descrição de competências esotéricas, muito para além da média! a minha pessoa é muito sensível nestas questões; atrevi-me.  se  percebi bem, bastam cinco dias para juntar amores separados. a ser assim, gostava de deixar  aqui o meu pedido:

senhor professor, eu sou muito afeiçoada ao meu ordenado. dizem que é um caso patológico. se o senhor usasse de todos os seus poderes e pudesse juntar-me o salário do mês passado, do qual me separei com grande mágoa, ao deste mês, que já começa a querer abandonar-me sem cerimónia,  eu ficava muito agradecida. perfazia-se assim uma união tão perfeita, que nem no olimpo da mitologia grega, alguma vez,  tal se intentou.

muito bem -haja.

desabafos em rodapé

las tapas de nuestros hermanos

estavam  los espanholes muito entretidos a evitar um referendo em la cataluña, e a dar unas coisitas em ouro a Cristianito Ronaldo, quando  acordaram com  todos los periódicos a noticiar la corrupción de uns hombres ligados a negócios e política. aquilo era uma folia que parecia não ter fim e uma vez ou outra fazia-se um  toast ao génio que estava por detrás daquele esquema. os empresários faziam contas à vida, os da construção civil cimentavam relações e uns catitas ligados à banca distribuíam uns cartões de crédito fantasmas para o grupo andar todo na pândega. aquilo era uma irmandade que também metia um pessoal ligado a serviços energéticos. está bom de ver que era preciso ligar a ficha para que não lhes faltasse iluminação. nuestros hermanos estão espantados com a quantia em questão; duzentos e cinquenta milhones de euros...vê-se mesmo que não sabem o que é ter dinheiro. ponham os olhinhos neste pedaço de chão. nós aqui não somos cá de misérias. se é para ser, que seja coisa à grande, coisa com muitos zeros. não sejam pacóvios. se não quiserem maçadas com a rapaziada de la policia  venham até cá. temos para oferecer: doutoramentos honoris causa, abraços, louvores, sigilo e pancadinhas nas costas. os nossos meninos cá, que também andaram em brincadeiras assim fixes, só falaram com uns senhores e depois foram para casa. não se aflijam se ouviram falar numa ou outra pulseira eletrónica; são acessórios trendy,  apenas isso. prisão domiciliária, é só para evitar alguma gripe por conta deste tempo irregular. não se acanhem, somos um povo que sabe receber, não andem por aí na estroina que vos pode correr mal.

desabafos em rodapé

faz de conta que isto era uma revista

quase em todas as publicações mensais do universo feminino, há mês sim, mês não, ou quase, uma secção onde vêm dicas; ou para sermos felizes, ou magras, ou bem sucedidas, e muitas mais coisas. tudo pensado para o nosso bem-estar. aqui, neste guichet, também podemos encontrar algo assim, pois nem de perto, nem de longe, somos menores. para hoje, seis dicas (por lá é quase sempre à dezena ou à dúzia), para enfrentar uma terça-feira que é um dia incaracterístico da semana.

1- lembre-se que já não é segunda, e que aquela sensação de jet lag, após a mudança da hora, se está a desvanecer;

2- se, o que ficou dito anteriormente lhe é indiferente, salte já para a dica número três;

3-  leve o dia com calma, pois a terça-feira, antecede a quarta-feira, aquele dia que, sendo  a meio da semana, nos coloca já quase num estado de euforia;

4- se  a dica número três, lhe parece exagerada, não leve a mal, pois há sempre uma carga subjetiva em todas estas considerações;

5  –  se ouvir na rádio alguém a perguntar-lhe se se lembra o que fez no verão passado, não responda. querem endrominá-la com produtos muito depurados. e depois não se aborreça se não conseguir lembrar-se. na realidade não houve propriamente verão. a sua memória não está por isso afetada.  aquilo é só retórica.

6- se der conta de alguma histeria por causa da vinda de um grupo; não se entusiasme, não são os U2 ou outros, é a   troika. já os conhecemos. ignore-os. enquanto ouve dizer que chegaram ao aeroporto, coma um pastel de nata e  repita para si ” et moi ralé! ” é um grupo já conhecido. não edita nadinha de jeito. nem percebo como lhes dão tanta importância.  não dão concertos no meo arena, nem no campo pequeno, não vale a pena procurar por bilhetes.

e pronto, caso se sinta mais descansada após esta leitura, o objetivo está cumprido. também se aceitam sugestões de temas para mais desenvolvimentos. bom dia e muito obrigada.