desabafos em rodapé

“furacão violleta”

o país está em alerta máximo; alerta roxo. o epicentro do fenómeno  concentra-se na capital, num espaço chamado meo arena. milhares estão em perigo de serem sugados pelo furacão violetta, havendo mesmo necessidade de os mais velhos, adultos, por assim dizer, terem de atuar rapidamente junto de quem é mais vulnerável a esta tempestade cénica. recomendam-se precauções. lamentavelmente, não há um guia que ajude a encarar a situação com mais tranquilidade. o furacão atingiu também as ilhas, havendo elementos sugados diretamente para o local. a ansiedade e os nervos , característicos a quem enfrenta estes episódios, tenderão a ficar mais fortes quando a quantidade de brilho e lantejoulas carregadas por violleta subirem ao palco. no final, quando tudo terminar, dizem os especialistas, que a dose de adrenalina continuará de tal maneira a chocalhar internamente as fãs, que dificilmente as pálpebras terão facilidade em encontra-se para se fecharem ao descanso merecido. nunca um furacão foi tão desejado e acarinhado por população tão entendida no assunto.

depois disto, acrescento, que, não sabendo quem era violetta fui pesquisar. então; desde o seu aparecimento, filiação, e enredo em geral, até chegar ao preço dos bilhetes, fiquei completamente esclarecida. o que mais me emocionou foi saber que os bilhetes cujo preço rondava os 500 euros venderam-se bem, e davam direito a foto com a artista, barra, vedeta internacional. e pensar que ando eu a pagar uma sobretaxa de irs há tanto tempo, e depois há pessoas que tiram fotografias tão caras, com tanta facilidade.

Advertisements

15 thoughts on ““furacão violleta””

  1. Eu creio que é aquela coisa do amor filial e de ver os mais pequenos felizes. Em havendo dinheiro e vontade de o gastar com os pequenos é de ir. E como dizia uma nossa conhecida, o dinheiro serve para quê se não para nos trazer felicidade? Eu vou hoje Mia. A ML não sabe. Está com o beicinho muito pendurado a olhar para mais um episódio da Diva e a pensar que não pode ir porque a mãe achou aquilo caro (que achou).. Isto desarma qualquer mãe…. Estou impante para ver a carinha dela… Que queres? Abraço Mia! Grande abraço da Uva!

    1. Olá Uva , bom dia. Também foste apanhada pelo “furacão Violleta”! Eu fiquei impressionada com a quantidade de bilhetes vendidos, e sim, o preço, é bem puxado ( 500 euros, então, é obsceno!!!). Claro que não está aqui em causa o valor do dinheiro, ou que significado tem a forma como se gasta. Se é para objetivo prazeroso, avance-se! De resto, quem tem filhos, entende muito bem, que às vezes há situações que não carecem de explicação racional, e ainda bem, pois a possibilidade de proporcionar felicidade não tem de ser esmiuçada, tem mais é de ser vivenciada! Eu chamo-lhe furacão, porque, na realidade arrasta com uma força!!! Bom espetáculo. Que a felicidade de ML seja motivo de grande satisfação. Bom fim de semana. Abraço retribuído. 🙂

  2. Com o meu filho mais velho ainda suportei os 300.000 “pokémon” (tive que aprender os nomes de uma boa quantidade deles) e a febre dos “bayblade”. 🙂 Com a minha filha até já chamo “violenta” à Violetta, tal a pressão que a garota tem feito sobre mim por causa da porcaria do concerto! 🙂 Até à chantagem emocional mais violenta a minha filha chegou por causa da Violetta! Ainda bem que sou um pai conservador (puro eufemismo, pois sou na realidade um pai dos antigos, i.e. antiquado q.b. :-))

    1. “pókemon” ? oui! c’est moi! e tazos, e posters, sendo que a minha é do género feminino, aquilo foi uma febre… sem género! atacou em todas as frentes!!! agora, a miúda cresceu e já vai ao “Nós Alive” !!! Já tem idade que lhe permite! E também, ao EDP Cool Jazz, a miúda é eclética! 🙂

  3. Eu a pensar que isso tinha sido ontem , fui descansada fazer a minha corrida matinal para essa zona e dou com uma multidão de gente. Não sei se esta febre infantil que leva pais a esbanjarem dinheiro – que puderia ter fins mais produtivos – para mimar os filhos, será muito saudavel

    1. São três dias, acho eu! Não há como evitar às vezes, a influência do grupo, a pressão, e, em última análise, é uma forma de diversão, que pode não gerar consenso, mas não estamos aqui para isso. Muitos pais hão de ter a preocupação de levar estes mesmos filhos a outros lugares, mostrarem-lhes outras realidades, e isso é importante!E, enquanto crianças, vivem umas horas de puro delírio! 🙂

  4. A minha fica feliz em ver a série e a reproduzir as personagens com as barbies. Ainda não subiu o nível de fã. E quando subir – recebe o CD.

  5. As minhas Pulgas foram mas certamente que o preço não foi esse. Certamente quinhentos euros, será debaixo da Violetta,, ou ao seus pés. As Pulgas ficaram longe,’mas viram na mesma. E dançaram. Não quero ser careta mas acho que o,preço de cada bilhete foi de setenta e cinco euros. Foi a prenda de natal.
    Kis :>}

  6. Olá Mia,

    Hoje na hora de almoço quando ouvi essa dos 500€ para tirar uma foto, pensei… Caraças que afinal isto não está assim tão mal de dinheiro… E é mesmo! Ou as prioridades estão trocadas e depois andam o resto do mês a penar e a tirar aos bens essenciais ou então existe mesmo dinheiro para tudo e afinal a crise não é assim tanta como se pensa…
    Olhe Mia, nem sei bem o que pensar!!! Eu também sou mãe e quem sabe um dia ainda me meto nalguma loucura dessas… Nem sei, apenas fico de boca aberta a olhar para as notícias e para os milhões realizados nestes dias Violetinos 🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s