desabafos em rodapé

e aí desse lado, tudo tranquilo?

o que é que eu tenho a ver com isso, não é? é o meu lado curioso, pois se eu souber que a tranquilidade impera neste espaço de letras e parágrafos, imagens e comentários, a minha natureza típica de signo balança acaba também por absorver alguma dessa placidez e ambiente amenizado, o que em muito beneficia a minha hipertensão. como estou um pouco ocupada, não garanto facilidade em ir procurar novidades em todos os locais de bom gosto e excelência que frequento e comentar com superlativa sabedoria aquilo que me é dado ler/observar nos vossos blogues. caso não tenha notícias alterosas aí desse lado, resguardo-me para mais logo, onde atuarei como visita -sempre bem recebida – e onde deixarei então, a minha assinatura digital. caso não saibam como puxar a brasa à vossa sardinha  sem pudor e sem limites, este post, de alguma forma, é um pequeno guião muito bem elaborado e quase, quase opaco ao auto-elogio.

Advertisements

20 thoughts on “e aí desse lado, tudo tranquilo?”

  1. Já que estamos numa de signos, na zona dos gémeos também está tudo bem, ou não fosse um signo bem disposto por excelência 🙂 🙂
    Por isso podes beber tranquilidade e paz que faz bem ao corpo e à alma 🙂
    Beijinho

  2. Eu tenho andado meio congelada. Preguiçosa e encolhida é como me sinto nestes últimos dias.
    Espero que este frio passe depressa para voltar a vontade de fazer coisas.
    E tu querida Mia? Como estás?
    Beijinhos

    1. Olá Maria, congelada? Nem sei qual a razão para essa constatação:-) ! Eu ando com muito que fazer, e, por isso, menos assídua nas visitas que tanto gosto de fazer. Entretanto reponho os níveis de entrada em casas alheias! 🙂 beijinhos

  3. É lou! Ia re a Méri déte gous ui de da a dares iz ol raite ande afetar da sur geri mate che mor e friiiii, aime beri épi ande date ise gude, beri gude…
    Pois é Mia, quando nos sentimos livres de pesadelos nascemos para a vida…ora aqui reside o busilis da questão, começa a faltar o tempo para o data…e consequentemente deixamos amigos virtuais um pouco sedentos de saberem o que se passará connosco.
    Claro que voltarei aqui sempre que puder assim como contarei com a tua visita na minha humilde barraca de palavras ao acaso que comparada com o gosto e harmonia da tua mansão onde a pertinência, a sensibilidade e acutilância dos temas são deveras uma alegria para a vista e um estimulo para o pensamento, dizia eu que a minha barraca comparada com o teu palacete é assim como que comparar um pensionista do regime geral e um pensionista das políticas, tás a ver!
    Não me esqueço de ti, foste uma forte presença e companhia enquanto me submeti a processos quimioterápicos e de pós operatórios complexos, mas tudo bem, em frente é que se faz a gente!
    Já me estou a alongar demasiado no comentário, típico de peixes, lamechas, saudosista, pronto a dar e a dar-se aos outros, por vezes com uma lágrima no canto do olho mas sempre amigo dos seus amigos…beijinho muito grande minha querida amiga Mia e que a vida te sorria sempre porque mereces.

    1. Agora é que fiquei sem palavras. Eu desconfiei do pesadelo em que estarias, e agora tive a certeza! Desejo para ti, tudo em dobro do que aqui fica para mim. E irei sempre visitar o teu espaço que está repleto de poesia, coisa que não sei fazer!
      Beijinhos e grande abraço!
      🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s