desabafos em rodapé

post “atualização de dados”

quarta-feira, 18 de fevereiro. fim das festividades carnavalescas. para quem gosta, para o ano há mais.

a senhora da mercearia que frequento, fez uma manobra de marketing tentando vender-me um molho de grelos, pela simples razão que hoje é dia sem carne. ora eu, que já tencionava comprá-los independentemente do argumento, apresentei-lhe um sorriso amarelo, pois quem decide se a carne vem à mesa ou não, sou eu. comprei-os. a carne tem andado um pouco arredia do meu prato, porque, sempre que posso, substitua-a por cogumelos frescos.

entretanto, atrás de mim, na fila passava-se algo muito mais interessante, pois duas jovens, em conversa que parecia ser comum a ambas, refletia-se sobre se tinha havido discussão ou arrufo. concluiu uma delas que foi só arrufo, porque não  houve ofensas. tirei logo apontamentos e sublinhei!

para já é tudo. é possível que ainda tenha mais alguma coisa para acrescentar ao longo do dia. algo mais proveitoso e de melhor qualidade! até lá, desejo-lhes bom aproveitamento solar. toca a fazer fotossíntese que a pele agradece! 🙂

Advertisements

18 thoughts on “post “atualização de dados””

  1. pois é Mia estamos na Quaresma a 45 dias da Páscoa…toca a fazer jejum. com grelos ou sem grelos neste período dedico-me a marujos, não são carne, são peixe e portanto dieta garantida…quanto ao tema discussão ou arrufo, digamos que discussão deriva de disco sound e portanto só dentro de casa, como foi na rua trata-se de um arrufo porque esta palavra deriva de arruada, logo barulho na rua…tás a ver! a existência de ofensas não é determinante para a qualificação das palavras já que tem exclusivamente a ver com a composição poética do tema, o que se compreende quando ouvimos o “sai da minha vida”, “põe a mão na cabecinha”, ” o bacalhau quer alho”, “põe a mão na bilha dela”..etc…ora isto depende do momento e tanto pode ser usado em casa como na rua…
    Sory, o Carnaval continua entranhado na minha mona e vai continuar porque me parece que o desfile de figurões vai continuar ao longo do ano…
    Beijinho dietético Mia

    1. discussão/arrufo, achei graça ao padrão que as distingue: “ofensa”! figurões, cabeçudos e máscaras, continuam sim, todo o ano, sem dúvida. quanto a dietas, às vezes até são bem digeridas, desde que bem confecionadas.
      Beijinho e boa semana!
      🙂

  2. Mia,
    Trocando por miúdos,
    A senhora da mercearia, lá acabou por te vender o molho de grelos …
    Desculpas : ” que já tencionava comprá-los ” 😉
    Quanto aos arrufos e discussões,

    O problema é complicado ,nem com apontamentos sublinhados.

    A vida de compras é muito difícil , piorou agora sem sacos de plástico 😦 ! Só com dicionário de Latim/ Grego !

    Fotossíntese já comigo !
    Já chega de dizer asneiras.

    Beijo ,
    José

  3. Questão :
    Nos arrufos os “envolvidos ” estatelam-se assim ?
    Partem-se todos ?
    Flores no chão ?
    E aquele tótó das barbas, devia era integrar o vodafone ” power às famílias” !
    Sem contemplações ! 😦
    Coitada da senhora !
    Fiquei com pena !
    Não concordam ?

  4. Chiiiiii.
    Malhei uma hamburguesa com ovo no almoço… ai …. ai… mas… ahh… já não me lembrava que não cumpro o ritual.
    Espero que este arrufo com o dia santo não dê em discussão.
    Não me apetecia nada ir para casa zangada.

  5. A diferença entre um arrufo e uma discussão está no nível ou quantidade de ofensas produzidas!? Estamos sempre a aprender, esta nem o dicionário sabia : )

    1. por isso é que eu tirei logo apontamentos e sublinhei. página 12 do meu caderno , alínea c); a a) e b) ficaram por conta de pormenores que venham a ser incluídos, se tiver de recorrer ao dicionário! 🙂

  6. Os grelos tb servem para acompanhar carne…eu acompanho porque gosto.

    Arrufo não dá direito a ofensas…de que tipo? Verbal ou corporal?
    É de arrepiar a ligeireza com que se trata de um assunto criminoso.

    Beijinhos.

  7. E afinal a senhora da mercearia lá conseguiu vender-lhe o molho de grelos 🙂
    E é tudo muito bonito esta altura da quaresma, mas muitas pessoas deixam de comer carne nestes dias e passam a enfartar-se com um bom bacalhau, ou com um bom arroz de marisco… Quer-me parecer que o objectivo de jejum e abstinência fica em ‘águas de bacalhau’…
    E arrufos??? Tentar resolvê-los antes que passem a uma valente discussão é capaz de ser uma boa forma de resolver 🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s