desabafos em rodapé

reavaliando la “rotina”

Quantas vezes já destilei ódio portentoso à rotina, essa vil forma de vida, que me põe nos mesmos passos de todos os dias? Muitas e muitas. E os artigos que leio sobre a forma como evitá-la? E a quantidade de vezes que maldisse não ser capaz de a ultrapassar? Estou em reavaliação. Neste momento; acordar, ir trabalhar, fazer a minha vidinha, regressar a casa, deitar, e depois volta de novo, dia seguinte, despertador e tudo em círculo, sabia-me bem, muito bem. E porquê? Numa resposta muito elementar e básica, porque, nessa zona de conforto monótona, aconchego-me à espera que decorra como sempre sem surpresas e sobressaltos. É que a semana anterior, esta que agora começou, e a próxima, constituem-se como potenciais gatunas dessa vida mansinha que, afinal de contas, agora de repente, deu-me para apreciar! No entanto, pensando melhor, todos os dias são dias onde a tal rotina instalada pode ser abruptamente alterada. Por que razão pensá-la para um tempo preciso e a compasso? Concluo assim, que tenho de reavaliar a minha reflexão em reavaliação, neste caso de rotina.

Advertisements

21 thoughts on “reavaliando la “rotina””

  1. Mia, encaixo-me bem no seu texto… Eu que abominava a rotina, de repente faz-se um ‘click’ e passamos adorar esta estabilidade… E sim, dentro da rotina podemos e devemos alterar certos pormenores que nos fazem sempre bem 🙂
    Ler este seu desabafo logo pela manhã, soube-me mesmo bem! Obrigada Mia***
    Beijinhos e boa terça-feira!

    1. Olá Joana, boa noite. Cheguei agora (quase nove horas)a casa, porque a minha rotina anda alterada, mas gosto sempre de cumprir o ritual de vir a este espaço “conversar” com quem se dispõe a passar por aqui. Beijinhos e obrigada pelas suas palavras.

      1. Eu é que agradeço pelos seus desabafos diários 🙂
        Habituei-me a ‘entrar em sua casa’ todos os dias e quando isso não acontece também dou por mim enervada 😦 A tal rotina que se quebra!!! Beijinhos grandes Mia***

  2. Existem rotinas & rotinas.
    Umas com a vertente salutar que faz apreciar e dizer “porquê mudar ?” E as outras que consomem e dizem “porra passo nesta rotunda todos os dias à mesma hora” ou “isto está com o tempero e os condimentos iguais”. 🙂

  3. Há rotinas que nos fazem estáveis e seguras e dessas não abrimos mão. Há no entanto outras que nos desgastam e moem. Essas, se tivéssemos com o alterá-las, era já ontem.É tudo uma questão de perspectiva!

  4. Zona de conforto… É nisso que a rotina se torna, não é? Quando é pacífica, claro. Além de que é prática, também – serve facilmente de desculpa para muitas das coisas que não nos apetece fazer! 😀

  5. Eu cá… mesmo que em teoria até ache a rotina reconfortante, a verdade é que aos primeiros sinais de rotina consigo sabotá-la. Não há hipótese… rotina não é comigo mesmo…

  6. Mia, Sou um especialista em quebrar “rotinas” , aquela coisa do “todos diferentes, todos iguais” que tresanda a rotinas, procedimentos, instruções de trabalho, protocolos é esfrangalhada por mim a toda a hora já que cada um de nós é sempre uno, per si.
    Rotina, é aquela mania das calças de ganga…até já estão rotin(h)as, mas é moda!

    Kiss…para fugir à rotina!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s