desabafos em rodapé

Sardinhas, Santo António e os Sermões

“Tomai o exemplo nas irmãs sardinhas. Porque cuidais que as multiplica o Criador em número tão inumerável? Porque são sustento de pobres. Os solhos e os salmões são muito contados, porque servem à mesa dos reis e dos poderosos; mas o peixe que sustenta a fome dos pobres de Cristo, o mesmo Cristo os multiplica e aumenta.(capítulo III)”   

 (Sermão de Santo António aos Peixes, Padre António Vieira)

Tenho o maior respeito por Padre António Vieira. Acredito no poder casamenteiro de Santo António e demais qualidades que lhe são atribuídas. Compreendo o entusiasmo dedicado  às festas designadas por “Santos Populares”. Junto-me a todos os apreciadores de sardinhas, mas fico em casa.

Depois, inclino-me sobre esta obra maior “Sermão de Santo António aos Peixes” e, fazendo vénia ao génio do Jesuíta António Vieira,  esclareço que sobre pobres, sardinhas como seu sustento, juntando-lhe salmões, submeto-me ao tormento de fazer comparações, e fico esmagada pela atualidade da mesma.

Só, só um pormenor. Ao preço que as sardinhas estão, os pobres não as podem comprar, os salmões andam encurralados num tanque e são medidos com um régua, depois de alimentados com “tinta” cor de salmão (é daí que vem a designação). Reis  e poderosos? Está tudo na mesma.

Bom dia. Bom fim de semana.

sardinhas

imagem

Advertisements

29 thoughts on “Sardinhas, Santo António e os Sermões”

  1. Mia, porque é que tinha que falar no salmão? Porquê??? Eu que adoro salmão e que ultimamente nem tenho comprado precisamente por um documentário que vi à um tempo atrás… Uma pessoa bem tenta não pensar muito, mas são as galinhas alimentadas a rações que crescem em 2 dias e injectados com coisinhas más, é a vaca, são os peixinhos que ‘parecem’ saudáveis mas vai-se a ver e é tinta…
    Até a farinha para enfarinhar tem compostos cancerígenos… Mas afinal no meio desta comida processada o que é que uma pessoa pode comer assim descansadinha da vida? 🙂 Parece-me a mim cada vez mais complicado… (excepto a parte em que tenho a arca cheinha de franguinho caseiro e coelho caseiro, aí sim, gosto!) 🙂

    Beijinhos***

  2. As sardinhas agora são para os ricos assim como todos os peixes menos o panga mas esse também ninguém deveria comer.
    É por isso que que no dia de jejum não se comer carne e apenas peixe está completamente desatualizado. Já que o frango, embora cresça com injeções, é mais barato do que qualquer peixe.
    Estou como a diz a Joana em cima daqui a pouco não sei o que comer.

  3. Deus me livre, credo, nem vale a pena pensar muito nisso (mas penso, é verdade que sim). O que é natural é bom, difícil é encontrar … e não contaminado ainda mais.

  4. Querida Mia! Agora andas a pregar aos peixes? Ai minha linda que ainda acabamos numa grande caldeirada (entenda-se,Mia sou nascido em Março, logo peixes, topas?!?!?!?!)

    Beijoca e bom fim de emana***

  5. A comida que era dos pobres é agora dos ricos, olhemos as sardinhas e o fiel amigo! Modas e épocas do ano…

    Espero que tenha sido bom o fim de semana 🙂

    Boa semana.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s