desabafos em rodapé

“Não Tenho Pressa”

Não sabendo como definir este meu estado de alma, faço-me de palavras alheias.

Não tenho pressa. Pressa de quê?
Não têm pressa o sol e a lua: estão certos.
Ter pressa é crer que a gente passa adiante das pernas,
Ou que, dando um pulo, salta por cima da sombra.
Não; não sei ter pressa.
Se estendo o braço, chego exactamente aonde o meu braço chega –
Nem um centímetro mais longe.
Toco só onde toco, não aonde penso.
Só me posso sentar aonde estou.
E isto faz rir como todas as verdades absolutamente verdadeiras,
Mas o que faz rir a valer é que nós pensamos sempre noutra coisa,
E vivemos vadios da nossa realidade.
E estamos sempre fora dela porque estamos aqui.

Alberto Caeiro, in “Poemas Inconjuntos”
Heterónimo de Fernando Pessoa

Advertisements

13 thoughts on ““Não Tenho Pressa””

  1. Neste tempos a pressa é quase uma doença. há pressa para tudo e em tudo, a pressa de viver é tanto que até nos esquecemos que, por vezes, apenas sobrevivemos!

  2. Pressa?
    Quem tem pressa?
    Será que há por aí alguém?
    Pressa em viver…que estupidez!
    Mais depressa vais morrer
    E não voltas a viver!

    Pressa?
    Quem tem pressa?
    Será que há por aí alguém?
    Pressa em chegar…Que erro mortal!
    Mais depressa vais parar
    E podes nem regressar!

    Pressa?
    Quem tem pressa?
    Será que há por aí alguem?
    É que por aqui há um …que estúpido!
    Sou eu Mia, só penso no que me vais dizer!
    Pressa para quê? Ora essa! Puro prazer!

    Chegar aqui apressado…estou vivo!
    Para ler tudo o que escreves…estás viva!

    Comenta-me …com pressa!
    No dia que agora começa!

    Beijinhos Mia e boa semana, very slowly 4iu e 2me, uai note!!!!

    1. Só cheguei agora e sem pressa. As letras junto-as devagar, não “no dia que começa”, mas na “noite que já caiu escura e me apanhou desprevenida.
      Boa semana.
      Beijinho,
      Mia

  3. Ainda estou para decidir de qual dos heterónimos, ou do ortónimo, gosto mais.
    A verdade é que, independentemente da assinatura, Fernando Pessoa escrevia a alma lusitana.
    Um dia feliz, Mia.
    E um beijinho.

  4. Oh Mia, que delícia de texto… E logo de quem o escreve! Pressa… Infelizmente parece ser a palavra de ordem dos últimos tempos, só agitações, pressas, stresses que nos tiram muito mais do que nos dão 😦
    Adorei a leitura, mesmo…
    Beijinhos grandes e desejos de uma boa semana***

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s