desabafos em rodapé

não podia estar melhor

Depois das dezassete horas em São Pedro de Moel.

praia 4

praia 5

PRAIA

Mar
I
De todos os cantos do mundo
Amo com um amor mais forte e mais profundo
Aquela praia extasiada e nua,
Onde me uni ao mar, ao vento e à lua
.
II
Cheiro a terra as árvores e o vento
Que a Primavera enche de perfumes
Mas neles só quero e só procuro
A selvagem exalação das ondas
Subindo para os astros como um grito puro.
Sophia de Mello Breyner in Poesia, 1944
Advertisements

15 thoughts on “não podia estar melhor”

    1. E se eu disser que fui lá depois de ter deixado o trabalho mais cedo? É que eu, é num instante enquanto me lá ponho!
      Agora é que vão ser elas! 😀
      Beijinhos,
      Mia

  1. Que belo dia de sol. Pena é sempre o mar – nos últimos anos, que karma, sempre que ponho o pé na areia há ondas com vontade de me engolir e cuspir a espinha. Mas ainda vai dando para esplanada e passeios, vá. 😀

    1. Pec, eu gosto do mar assim um pouco encapelado, desde que não vá com intenções de banho. Foi o caso, ontem. Foi só uma fugidinha. O barulho das ondas refresca-me. soube tão bem. Não consegui ir à esplanada , isso é que foi pena!
      Bom fim de semana. 🙂

    1. A menina Uva andou a refrescar-se com os ares do Reno e a dominar as tonturas/vertigens à conta da torre da catedral, que mais quer? Agora tem que merecer o salário que lhe pagam. 😀
      Beijinhos e bom fim de semana.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s