desabafos em rodapé

e depois, as férias

não estão a cumprir bem o conceito que lhes assiste. e depois, não há quem aguente tanta introspeção. não é amuo, não.

e depois, tenho saudades das férias:

  • em que jogava ao prego na praia;
  • enrolava toalhas na cabeça e corria o areal com um séquito subserviente, onde todos andávamos à procura de um tesouro que geralmente estava nas rochas, e que só podia ser resgatado na maré vaza.
  • e depois, o cheiro a mar naquelas manhãs de nevoeiro, que faziam soar o ronco do farol…

mas quem é que inventou  a palavra saudade?

Advertisements

11 thoughts on “e depois, as férias”

      1. Eh lá Mia, deu-se ao trabalho de me explicar 🙂 Obrigada! Já vi… Fui puxando p’rá frente mas percebi o conceito, mas nunca joguei nem fazia ideia de tal jogo… Ainda assim antigamente os jogos eram tão mais bonitos que agora? Eu acho… E em grupo, agora parece-me raro. Se dantes íamos para a praia a família toda junta, avós, tios, primos, 2 barracas montadas, o dia inteiro de praia para brincar e conviver 🙂 Agora as famílias estão mais pequenas e as crianças brincam mais sozinhas… Mudam-se os tempos!!!

  1. E é mesmo isso, Mia! Também tenho saudades de jogar ao prego, mas no inverno, na terra lamacenta da minha “santa terrinha”.
    Sim, sou cachopa do interior nortenho e por isso não posso ter saudades do mar, nem da praia. Sinceramente não aprecio, só gosto mesmo da corzinha que o sol me dá e de passeios com o mar no horizonte, de bicicleta, se possível… 🙂
    Seja como for, boas férias, e… boas recordações que, entretanto, trarão!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s