desabafos em rodapé

as mulheres que lideram

Atingir um lugar de topo em empresas de grande dimensão por parte de mulheres ambiciosas, competentes e inteligentes, não é tão fácil como parece. Para quem lá chega, a experiência, por vezes, pode não ser tão gratificante quanto se desejaria. Pelo menos , é o testemunho de uma americana que afirmou convictamente: ” As mulheres não podem ter tudo!”

Será que não? Que papel, afinal, podemos representar? múltiplo, ou singular? Conjugar funções e família nestes cargos é miragem?

Advertisements

9 thoughts on “as mulheres que lideram”

  1. Querida Mia,
    Aquilo que resulta do artigo é que ninguém pode ter tudo de tudo. Tornar a questão como exclusivo feminino é… típico de mulheres.
    Um beijo,
    Outro Ente.

    1. É um campo minado, desejar-se chegar a ser, desdobrar-se para manter-se, mas as dificuldades de conciliação depressa chegam para mostrarem que o universo do mercado de trabalho, não se coaduna com flexibilidade!
      Um beijo, Outro Ente,
      Mia

  2. Não somos omnipresentes – não conseguimos fazer tudo bem. Por muito talento que tenhamos a gerir vários departamentos ao mesmo tempo – e julgo que o temos – há sempre limitações que são, no fundo, as limitações inerentes ao ser humano.

    Um beijinho, Mia

    1. Tudo se confina ao desenhar de papeis. A sua distribuição só é confusa, quando alguém deseja subverter regras ancestrais, em que muitos ainda acreditam serem imutáveis. E depois há as limitações que não permitem conjugações e forçam escolhas.
      Um beijinho, Miss Smile,
      Mia

  3. Não é fácil não, conjugar tudo, ter tudo, ser-se boa em tudo. Até se tenta e durante algum tempo até se consegue, mas mais tarde ou mais cedo, algo fica a perder.

  4. Gostei de ler o artigo!
    E identifiquei-me: no meu caso, ainda que em casa haja muita compreensão e alguém disposto a ajudar e muito (a Beatriz conta com o Pai para ser Encarregado de Educação, levar e trazer da escola e muito mais…), ela ressente-se muito com as minhas ausências nas semanas mais difíceis e, muito dolorosamente, eu também…
    E nessas alturas questiono-me se vale a pena!
    E não sou Secretária em Washington…
    Acho que nunca conseguiria ser!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s