coisas minhas

atendimento telefónico por teclas

bom dia, chegou aos serviços da empresa bagunça & companhia, embora na publicidade televisiva, pareçamos muito eficientes. Para televisão marque 1, internet marque 2, telefone, marque 3…para falta de paciência, marque a parede para onde vai atirar o telemóvel  aliviando assim, os nervos que estão a possuí-la (esta última, é sugestão minha). E sim, pode gravar o som dos estilhaços, por quem é, não se faça rogado!

ok…e agora, música , senhoras e senhores:

don’t stpo me now…’cause I’m having a good time having a good time…”

e agora a indignação do cliente que não deixa nada por pagar.

“‘celentíssimos” senhores:

então, se eu estivesse a ter um “good time”, acham que estava a perder tempo a contactar-vos? se está uma avaria em causa, não vos ficava bem, atender logo, solícitos, com voz maviosa, – mesmo que cínica -, e dizer-me que sim senhora, iam logo tratar do assunto?

Já pensaram que têm clientes com idade avançada que não são capazes de entender o vosso matraquerar de teclas? Já pensaram na possibilidade de se deslocarem a casa da pessoa, pois para o contrato de adesão não vos faltou mão-de-obra, nem vontade, por que será que agora se verifica um défice tão acentuado, para avaliação da avaria? E se a pessoa em causa não tiver ninguém que possa contactar-vos, uma vez que só tem aquele telefone fixo, não usa telemóvel, como é que ficamos?

Contacta-vos através de sinais de fumo? tambores? megafone? aluga uma avioneta com inscrição numa faixa “por favor o meu número de telefone  é este, preciso que me acudam, pois está avariado…”

vão lá ter um “good time” “shooting” para onde muito bem vos apetecer, e respeitem o Fred Mercury de quem sou grande fã.

assim, não dá. acabar o ano arreliada com operadoras milionárias.

Advertisements

20 thoughts on “atendimento telefónico por teclas”

  1. Magnífico desabafo!! Eu por acaso também estou a precisar de desabafar infelizmente a “operadora” é outra, a música é mais velha que o Fred Mercury e não há telefone associado que possa atirar à parede! 😦

    1. Biarritz, conheço bem a música da tua “orquestra” e os dois “sopranos” que dela fazem parte. Cada um sopra para seu lado, e a “maestrina” apanha em ricochete toda a melodia.
      Deixa lá a parede, quem sabe, nós as duas construímos um muro de lamentações na tua varanda? 🙂

  2. Cara Mia, então o padrão é global. Cá no Braszil é também uma beleza. Às vezes, fiquei 40 minutos esperando, mas as músicas não são as do Fred Mercury, são de ninar, e de vez em quando para a música para propagandas dos mais variados tipos. Mas já no início é de morrer. Começa assim: P (5 Segundos para cada letra) or favor, anote o número do protocolo que é: 21415852547441414141414142015. Quanto a defeito, as falhas são diárias, não dá nem pra reclamar, ou seríamos obrigados a passar o dia no fone. Apesar de ser uma situação trágica, gostei demais do texto, seu bom humor característico e talento para a escrita são evidentes. Forte Abraço.

    1. Os nervos já estão arrumados no lugar. O assunto foi tratado. Mas irrita-me tanto, aquela gravação a indicar o número das teclas consoante o assunto… gentinha…
      Depois, há que levar com humor, depois do furor, caso contrário a minha hipertensão larga-me radicais livres em número tal, que não tenho antioxidantes suficientes para os neutralizar. 😀
      abraço,
      Mia

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s