coisas minhas, desabafos em rodapé

post de final de dia. aqui é que se está bem…mãe!

 

Os prémios (Sony World Photography Awards ) ainda não foram entregues…isto é só uma antevisão. (Mohammed Youef, 2016)

 

 

Sem Título

Advertisements
desabafos em rodapé

pedi, e foi-me concedido.

estava a ver que ninguém me compreendia. a luz veio até mim, através das palavras de Linda Blue.

PARÁBOLA DAS MÃOS

Era uma vez uma mulher que, embora não fosse cozinheira profissional, cozinhava sempre. Nunca havia sido ensinada nas artes culinárias, não gostava especialmente de cozinhar, mas, porque havia que se alimentar, a si e à sua grande família, fazia-o com a maior dedicação que as suas pouco hábeis mãos conseguiam alcançar. Apesar da evidente falta de dotes para o ofício, por amor ou por não terem termo de comparação (que é o que, muitas vezes, reforça o amor), a verdade é que o resultado que apresentava, diariamente, à mesa, era alvo de aplausos e ovações várias, mãos unidas em batidas sucessivas, homenageando as exímias mãos da mulher, as mãos da fada que produziam semelhantes iguarias, a cozinheira de improviso, mas de mão cheia que, dia após dia, se revelava naqueles pratos. 
A mulher recebeu, então, o cognome de A melhor cozinheira do mundo.
Mas um dia perdeu a mão: os condimentos deixaram de se ajustar aos paladares; os pratos deixaram de saber bem; as tentativas de variação e apuramento revelaram-se goradas. Os cozinhados d’ A melhor cozinheira do mundo perderam o saber, perderam o sabor, e, com eles, perderam o melhor tempero, que é o amor.
Mudos os aplausos, destituída do título d’ A melhor, a mulher perdeu as duas mãos: caíram por desuso, como qualquer corpo estranho, rejeitado pelo organismo.
— Fim —
OBRIGADA , LINDA BLUE.
coisas minhas

enrola, desenrola

BLOG_quarta_noite

resumo do dia

despertar, levantar. tentar acordar. mesmo. acordar mesmo. vociferar contra o despertador e o horário criminoso que me faz erguer. tatear móveis procurando objetos necessários. entrar e sair várias vezes de certos habitáculos do 3º esquerdo , devido  a confusão mental, devido ao despertar difícil. enrola, desenrola. enrola a noite que já foi, e começa  a desenrolar o dia que começa. e o sono que não deixa.

deita-te mais cedo.

imagem

desabafos em rodapé

TUDO QUE VICIA COMEÇA COM “C”

“Por alguma razão que ainda desconheço, minha mente foi tomada por uma ideia um tanto sinistra: vícios.

Refleti sobre todos os vícios que corrompem a humanidade. Pensei, pensei e, de repente, um insight: tudo que vicia começa com a letra C!

De drogas leves a pesadas, bebidas, comidas ou diversões, percebi que todo vício curiosamente iniciava com cê.

Inicialmente, lembrei do cigarro que causa mais dependência que muita droga pesada. Cigarro vicia e começa com a letra c.

Depois, lembrei das drogas pesadas: cocaína, crack e maconha. Vale lembrar que maconha é apenas o apelido da cannabis sativa que também começa com cê. Entre as bebidas super populares há a cachaça, a cerveja e o café.

Os gaúchos até abrem mão do vício matinal do café mas não deixam de tomar seu chimarrão que também – adivinha – começa com a letra c. Refletindo sobre este padrão, cheguei à resposta da questão que por anos atormentou minha vida: por que a Coca-Cola vicia e a Pepsi não?

Tendo fórmulas e sabores praticamente idênticos, deveria haver alguma explicação para este fenômeno. Naquele dia, meu insight finalmente revelara a resposta. É que a Coca tem dois cês no nome enquanto a Pepsi não tem nenhum. Impressionante, hein? E o computador e o chocolate? Estes dispensam comentários.

Os vícios alimentares conhecemos aos montes, principalmente daqueles alimentos carregados com sal e açúcar. Sal é cloreto de sódio. E o açúcar que vicia é aquele extraído da cana.

Algumas músicas também causam dependência. Recentemente, testemunhei a popularização de uma droga musical chamada “créeeeeeu”***. Ficou todo o mundo viciadinho, principalmente quando o ritmo atingia a velocidade… cinco.

Nesta altura, você pode estar pensando: sexo vicia e não começa com a letra C. Pois você está redondamente enganado. Sexo não tem esta qualidade porque denota simplesmente a conformação orgânica que permite distinguir o homem da mulher. O que vicia é o “ato sexual”, e este é denominado coito. Pois é. Coincidências ou não, tudo que vicia começa com cê.

Mas atenção: nem tudo que começa com cê vicia. Se fosse assim, estaríamos salvos pois a humanidade seria viciada em Cultura…”

LUIZ FERNANDO VERÍSSIMO

*** – não conhecia a música citada. cheguei à conclusão que não acrescenta nada à minha felicidade.