coisas minhas

masterchef no lote 10 do 3º esquerdo

a probabilidade de o jantar me aparecer feitinho , apurado e apetitoso, sem eu mexer uma palha, é  tão grande, como o anúncio do perdão da dívida  portuguesa, por parte de quem emprestou  a massa.

posto isto, mãos à obra. e quem diz mãos, diz dedos.

a partir daqui faço um aviso:

este post contém imagens que podem chocar os mais sensíveis.

010220161321

chocante, não?

eu avisei. dor lancinante. tudo aguentei em prol de um jantar digno de um agregado familiar diminuto. mal refeita do acontecido, após tratamento rápido e eficiente…

este:

010220161323

 penso rápido, band aid em estrangeiro, pois dizia eu, logo após este procedimento, não é que, tendo necessidade de abrir uma gaveta, aparece-me uma escumadeira de inox a esticar o pescoço, para espreitar o ato assassino que acabara de ser cometido por uma faca, conhecida no seu meio como naifiopata ?

ei-la, a serial killer. isto,só para ilustrar melhor a narrativa, já de si, suculenta. mas este pormenor, valoriza-a…

010220161324

o que é que eu faço? qual foi a minha reação?

fechar de imediato a gaveta, para proteger os olhinhos da pequena escumadeira, perante tal espetáculo sanguinolento, como diria Sinhôzinho Malta.

Mas não, armada em teimosa, ergueu-se ainda mais. ora, eu tinha toda a minha atenção concentrada no fundo de um tacho a tresandar a cebola e alho (só um bocadinho, vá), tento fechar a gaveta, pressinto resistência pela sua parte, ignoro, levo a minha avante, e acontece isto:

010220161329

das duas uma: ou eu tenho força que desconhecia, ou este inox é muito reles (vou pela segunda opção).

e pronto. ontem foi um dia que começou com chilreios pejados de manigância, para acabar num ato criminoso em cima de um inocente dedo, concluindo-o numa demonstração de força digna de artista de circo.

que riqueza de acontecimentos por aqui se dão, no terceiro esquerdo.

Advertisements

18 thoughts on “masterchef no lote 10 do 3º esquerdo”

  1. Pois sim, os acontecimentos do 3º esquerdo alegraram esta minha manhã cinzenta, a abarrotar de processos a cheirar a mofo:)
    Beijinhos com recado de cuidados aí para casa!

  2. Cuidado com a cozinha, Mia querida. Não quero que sofras qualquer perda de falanges, ou venha a queimar seu rosto.
    Um beijo enorme e uma ótima semana, minha amiga tão doce.
    Alex

  3. Prezada Mia, já que você não fez esforço, acho que não foi força física, mas paranormal. Uri Geller ganhou dinheiro e fama entortando talheres. Continue treinando que você ficará rica e famosa – ou perderá todos os talheres, não há meio termo. 🙂
    Um forte abraço,
    Laércio

    1. fiquei a refletir seriamente no seu comentário , Laércio. acho que até retorci um neurónio que estava aqui pertinho desocupado. 🙂 a expressão “rica e famosa” tolda-me o raciocínio uma vez em conjunto com o entortar de talheres. que vida!!! 😀

  4. Eu tenho uma relação de amor-ódio com o forno, não sei como apareço com queimaduras, às vezes bastante feias. Acho que o meu forno é um robô vindo do espaço disfarçado, pronto para me queimar sempre que lá ponho as mãos.
    Ou é mesmo desajeito meu.
    (prefiro a primeira opção)
    Rose**

  5. Desejo as melhoras do dedito, mas o que gostei mesmo foi da referência ao Sinhozinho Malta e ao seu”sanguinolento”, pensava que só eu é que me lembrava destas pérolas. Boa noite, Mia.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s