declaração

quando eu tinha tranças era ainda uma miúda para quem os diferentes dias da semana eram todos iguais. dias de brincadeira e de leveza bastante.

hoje, cada um simboliza uma rotina que faz das sextas, sábados e domingos, dias de eleição. era só isto.

bom dia e boa sexta-feira

placebo

caíste? levanta-te. olha em frente. não te deixes vergar. mais vale quebrar que torcer…

alguém segue este caminho empedrado de frases feitas? já se sentiram motivados só pelo facto de saberem que estão por aí, prontas a atuar? resultam mesmo como apoio psicológico? oxalá que sim. caso contrário devem estar deprimidíssimas, sabendo que apenas existem para efeito placebo.

a realidade faz-se de caminhos mais íngremes.

parece mal

não digas isso …parece mal;

não te rias assim…parece mal;

não apontes …parece mal;

não leias isso. uma pessoa com a tua formação …parece mal;

não fales tão alto …parece mal;

não escrevas dessa maneira  …parece mal;

não segredes …parece mal;

e a lista continua.

a mim, é que já não me lembra mais nada agora. se ficar por aqui…parece mal ?

bom dia.

coisas de outros tempos

caixas em madeira que levávamos para a escola com lápis e canetas. hoje seria aceite, ou inventariam argumentos dizendo que constituíam um perigo para as crianças?

250420161540_1

25042016153_2

caixa aberta

e colavam-se nos cadernos para ficarem mais bonitos. só os meus é que não. tinha uma caligrafia alpinista: ora descia, ora subia. e a pobre da linha sempre no mesmo lugar!