coisas da vida, desabafos em rodapé

isto é ilegal. tenho a certeza.

não resisti a esta história. foi só mudar-lhe o tema. a aflição é a mesma. isto é plágio descarado, mas hoje acordei com comportamentos marginais.

mafalda

que fazer?

obrigada, Quino. eu sei que não devia, mas calhou mesmo bem.

mafalda

bom dia

Advertisements

13 thoughts on “isto é ilegal. tenho a certeza.”

  1. Olá, bom dia! Adoro ler os seus comentários e pensamentos, mas só hoje atrevo-me a comentar, até porque as imagens/diálogo apresentados são tão verdadeiras… Eu tenho esta dose a dobrar, embora com géneros diferentes: uma menina com 26 anos e um rapaz com 21 anos. Mas a sensação com um e outro são exactamente iguais, mesmo que as situações aconteçam com 5 anos de diferença! Mas uma coisa lhe digo: vê-los dar os “primeiros passos” sózinhos traz, além de um sabor agridoce, uma sensação de tarefa cumprida e, no meu caso e para já, bem cumprida (de alguma forma orgulho-me de o dizer, pois cumpriram sempre com aquilo que lhes foi sendo pedido!). Mas ficamos sempre à espera do seus “pedidos de ajuda e orientação”… Por vezes surgem, outras nem por isso… Sentimento de abandono? Por vezes sim, mas depois a cabeça prevalece sobre o coração e racionalizamos este vazio como sendo natural – afinal também aconteceu com os nossos pais, não é? Obrigada pela partilha das suas palavras e pensamentos e reflexões e “piadas” e… e… e… Continue e que tenha muito sucesso! Um grande beijinho desta sua admiradora e leitora
    Maria de Fátima Cardoso

    1. Bom dia, Fátima,
      antes de mais obrigada pelas suas palavras.
      quanto à aflição; afinal, situações iguais é o que mais há. mães e pais com este aperto, somos muitos. a sensação de ter feito um bom trabalho também me aconchega. E é verdade que nós também já nos libertámos em idade própria. o que custa mesmo é ver o mundo tão virado do avesso e eles , tão jovens, serem contemporâneos de tanta loucura…custa-me bastante! Mas todas as épocas tiveram o seu quê de perigoso,esta não é exceção.
      espero que continue a gostar de vir até cá ler os meus disparates. Eu cá vou fazendo o melhor que sei.
      bom dia. um beijinho,
      Mia

  2. Que lindo (e aflitivo ao mesmo tempo), Mia!
    Hoje posso dizer que tenho uma filha que já guia sozinha (acabou de passar no exame de condução). Estou feliz, mas tão aflitinha… 😦
    Por isso, essa sensação é de todos, com todos e em todos os tempos, creio. Faz parte, mas custa, não tenho dúvidas…
    Beijinho grande e forcinha para esses lados, vai correr tudo bem!

    1. Olá , Lete.
      Não acrescento nada ao que dizes. Conclui-se assim que a vida nos dá muita aflição “filhos criados trabalhos dobrados”, mas se assim não fosse, era impossível cumprir o processo de crescimento.
      Beijinhos,
      Mia

  3. sou um grande fã do Joaquino Lavado,li e me apaixonei pela sua maior criação na época da escola,me identificava muito com a contestadora,com seus coadjuvantes,com tudo enfim.
    hoje,burro velho,toda vez que olho meu celular,me vejo refletindo na velocidade do tempo e de como ele passa e nem percebemos: meu wallpaper é uma foto de meu netinho,fardado para ir à creche,com a cara marota de quem permanece alheio às maldades do mundo…
    vejo o filho da minha filha,daí penso eu: meu Deus! outro dia imaginava como seria ter um filho,acordar de madrugada para dar mamadeira,trocar fraldas,ensinar a andar,a falar…
    hoje,sou um avô!
    “Nada do que foi será
    De novo do jeito que já foi
    um dia.”
    Lulu Dantos / Nelson Motta

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s