coisas da vida, crónicas, desabafos em rodapé

o melhor presente do meu aniversário

foi na sexta-feira. 14 de outubro. eu avisei  que tinha esta mania de aniversariar a cada 365 dias.

o dia amanheceu bem. tudo nos conformes. nada de reclamações. fui trabalhar. trabalhei, trabalhei, e às onze e trinta dois minutos – já tinha trabalhado umas coisitas-  houve novidade: um caramelo que pedia para ser consumido, foi. depois é que foram elas. neste caso ele. ele, o dente, partiu-se todinho, mas tão todinho, que abriu uma cratera. chega de descrição. a visualização para quem é muito sensorial pode ser desastrosa. saí a correr do trabalho, mas só duas horas depois. cadeira do dentista. sim senhor, isto foi castigo. mas arranja-se. agora? não, minha querida senhora (eu, portanto), só depois das oito da noite. fui. saí  a correr, sem perceber como, agendei uma ecografia aos rins. e logo para este dia. corri. cheguei, identifique-me. paguei e esperei. entrei, lá veio aquela conversa de circunstância, o doutor tratou-me pelo meu primeiro nome, achei simpático, logo a seguir fui inundada por aquela ranhoca, e depois o aparelhinho em conexão com o visor passou por todo o lado, e à medida que calcorreava o meu exterior para se inteirar do meu interior, ouvia-se um ronco e a voz do doutor  a pedir-me para não respirar. pediu-me tantas vezes e durante tanto tempo, que julguei estar a fazer um teste para mergulhador sem botija. no fim, foi uma alegria. o médico estava radiante, disse temer muito aquele exame. há pessoas que são um pouco adiposas , outras pela idade, outras por não conseguirem suster  a respiração, estragam tudo. eu? eu fui maravilhosa. e tinha as artérias ótimas. sem defeito nenhum. acabámos na eurodisney sem eu perceber a razão. despedi-me eufórica. receava o resultado. afinal, tudo bem. saí. fui fazer um recado importante, aproveitei para comer, e depois o dente. nove horas da noite- já podia rir. mais ou menos. ri-me só um bocadinho. cá por dentro é que estava às gargalhadas: uma ecografia, o melhor presente que podia ter recebido. bem, não foi a ecografia, ecografia, foi mais o resultado.

FIM

Advertisements

12 thoughts on “o melhor presente do meu aniversário”

  1. Parabéns Mia, que dia maravilhoso para aniversariares. Ao menos que a fada dos dentes te tenha deixado qualquer coisa além de um rim saudável

    1. Obrigada, Be. A fada doss dentes deixou-me a conta (bem sorridente, para o lado de lá). Tranquilo – como se diz agora , em linguagem jovem. Haja saúde, como se dizia em linguagem mais acrescentada de cronologia. 😀

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s