coisas minhas, desabafos de janeiro, desabafos em rodapé

se pensarmos bem,

estamos sempre a acabar  e  a recomeçar, mas parece que ao fim da contagem dos 365/366 dias, acentua-se a necessidade de girar melhor à volta do assunto. eu continuo a rodar nesse pensamento: o que acabou foi assim tão finito?

bom dia.

Advertisements

8 thoughts on “se pensarmos bem,”

  1. Eu quero que seja totalmente finito… imagino o 31 de Dezembro como um grande precipício… teletransporto-me para o 1 de janeiro de forma a que tudo de mal que fiz no final do ano fique a mais de 360 dias de distância. Se não houvesse este método, desenvolvido só por mim e para mim, as coisas menos boas ficavam demasiado próximo. 🙂

  2. Para mim, não é finito. Foi apenas mais um capítulo em aberto, que pode ser rescrito, continuado ou reinventado. Somos os anos que passaram.

    Um beijinho, Mia 🙂

  3. eu cá, gosto de imaginar que este recomeço, mais do que uma repetição, é uma oportunidade para descobrirmos coisas novas 🙂 sendo um contínuo, apoiado no que já vivemos, é também uma bela oportunidade para sermos surpreendidos. pensar assim deixa-me motivado e curioso para o que aí vem! boa semana Mia, PedroL

    1. e imagina muito bem PedroL, pois, está bem de ver, que um recomeço, pode sempre ir buscar algo ao que já terminou, desde que , esse algo seja proveitoso.
      boa semana,
      Mia

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s