desabafos em rodapé, coisas minhas

tornado

ré o nome do balde que alberga a esfregona cá de casa.  vende-se em duas versões cromáticas: vermelho e cinzento. eu preferi o grey. não tem nada a ver com as sombras do outro, é só porque combina bem com a esfregona de longos cordéis brancos do mais fino algodão. ainda conjuga lindamente com o sofá da minha sala. 17 litros de capacidade . uma autêntica bomba.

balde

podia ter optado por aquela máquina infernal – no segmento esfregona, o tema do post continua a ser o mesmo- que centrifuga da forma mais hábil que os meus olhos já assistiram, poder podia, mas não achei que valesse a pena. é muita termodinâmica. e, para quem tem, uma caldeira lamborghini – aquecimento central- possuir agora, um balde tão avançado, não ia fazer bem ao meu equilíbrio mental.

continuação de um bom dia.