coisas minhas, desabafos em rodapé

falar sozinha

pratico muito. desenvolvi uma técnica “à ventríloquo”, tal como eles, falo sem mexer os lábios, mas para dentro.

isto, como estou  a explicar, entra na categoria de falar sozinha, ou são só pensamentos que vão chocalhando no meu interior, e ao andarem de um lado para outro, sem direção assistida, não passam de palavras mudas, expressas em silêncio? ficou-me a dúvida.

Advertisements

11 thoughts on “falar sozinha”

    1. huuumm!! inspirar… até receio engolir alguma vogal ou consoante que me venham depois, a baralhar as ideias.vou começar a ter cuidado, e falar só “à boca de cena”, ali, assim, sem perigos! 🙂
      beijo, Eros.

  1. Se calhar é um bocadinho de ambos, isto dos blogues, falamos sozinhos e às vezes alguém nos escuta.

    “palavras mudas, expressas em silêncio” – gosto.

    1. Kina, com isto fiquei a pensar que os blogues podem ter uma missão de vida: acolher a vozes e pensamentos.
      ah! fiquei contente que tenhas gostado, logo tu, que és mulher de parágrafos complexos…
      boa noite.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s