coisas minhas, desabafos em rodapé

dizem que chegou o verão

Ver para crer, como São Tomé. Eu e o ceticismo somos muito afeiçoados. Nem tudo o que o calendário afirma é verdade, e de resto, se eu estivesse estado atenta, tivesse feito registos, folhas excel, nesse frenesim que agora se vive por todo o lado, sem esquecermos as plataformas, todas muito importantes e sempre cheias de pressa para se sentirem preenchidas ( devem vir cheias de complexos que só um bom psicanalista trataria), mas enfim, teria agora registos das temperaturas normais para a época, e podia compará-las entre o período em que o a estação do ano foi tratada com respeito, com “V grande”, em relação aos tempos que correm , onde foi reduzido ao “v pequeno”.  Este é o seu modo de vingança.

-Querem verão? Façam-me Verão, e assim entraremos em acordo.

(possível monólogo de uma estação do ano, que não se compadece com esta redução da sua importância. Tirando a questão das alterações climáticas – há quem diga que são uma invenção dos chineses- o Verão, merecia, tal como os restantes companheiros, nunca terem sido reduzidos no tamanho da letra.) Perdeu-se alguma grandeza, e de quando em vez, ganha-se em exagero,  no domínio da transpiração, por exemplo. Também não havia necessidade.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s