coisas minhas, desabafos em rodapé

a senhora vai ralhar-me!

isto passou-se num sítio.

a loja, situada no outro lado do passeio por onde eu me deslocava, numa rua, que tanto pode ficar à nossa direita, como à nossa esquerda, tresandava a brilho e objetos para alindar dezembro caso nos apeteça, senão, ninguém leva a mal. entrei. as prateleiras, muito alinhadas e outras nem por isso, parece desarrumação, mas não é, exalavam cheiros e projetavam cores que cada um podia sentir à sua maneira, e eu resolvi sentir cá duma forma muito minha. fixei-me nuns globos, base de madeira e vidro redondinho a fazer de telhado.  os globos, tantos e de diferentes tamanhos com aqueles bonequinhos lá dentro muito sossegados e obedientes, estavam a pedir uma sacudidela. escolhi aleatoriamente. aproximei-me  e virei-o. se calhar, a senhora vai ralhar-me, pensava eu, enquanto manuseava aquele globo e via cair as partículas branquinhas, que estavam sossegadas lá naquele chão, rodeadas de um líquido muito transparente e que depois se entregavam em doce conluio, e os dois, o líquido e as partículas hipnotizavam e faziam parar o tempo, ali, só um bocadinho, é certo, mas mesmo assim, hipnotizava. e a senhora da loja? será que me vai ralhar se eu virar outra vez tudo de cabeça para baixo? e eu virei, de novo, numa atitude muito rebelde, subversiva, sim, que ali havia ordem que eu estava a desestabilizar, e não me ralei nada, e sabia que havia câmaras e alguém podia tentar um match, como nos filmes e séries policiais…um programa que gira a grande velocidade, muitos pontinhos, linhas e manchas muito percetíveis e quase de certeza a descobrirem a minha identidade criminosa, numa qualquer base de dados, onde eu constasse como “agitadora de globos só porque sim”, e logo a seguir um alerta de perigosidade sobre mim haveria de recair, e depois fui pagar uns castiçais muito prateados que retirei de uma outra prateleira também muito arrumadinha. quando saí, o globo ainda se ressentia dos movimentos a que foi sujeito. saí incólume.

2 thoughts on “a senhora vai ralhar-me!”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s