desabafos em rodapé

coisas desta semana

com o despontar da segunda, primeiro dia da semana, boas notícias auguravam a despedida de tais adereços, e quiçá, o cenário haveria de encher-se de luz, de uma mais amarela.

inverno

a previsão não desiludiu.

verão

não fosse o trabalho podia ter sido assim, mas a luz fez-se ao caminho e iluminou.

até já começava a planear, lá para sábado, que por acaso é hoje, algo parecido com isto.

praia

mas quase sempre que me entusiasmo com antecedências, dou com os “burrinhos na água”, pois afinal, é mais isto, daqui, da minha janela.

chuva 2

bom fim de semana.

imagens

Advertisements
coisas minhas

estive, quase, quase,

tentada a escrever sobre a sexta-feira, dia treze, e os templários, e os doze apóstolos, e sobre frigatriscaidecafobia (um medo irracional de sextas-feiras 13), e gatos pretos e azares associados, mas depois pensei: “quem é que a uma sexta-feira, há de andar perdido no wordpress, a espreitar assuntos já muito comentados, e sem nada de novo para acrescentar, como este das superstições ligadas a este dia? ” e foi isso que me fez recuar no propósito, para sorte minha, que ainda logrei ter algum juízo, algures entre o passar dos segundos a fazerem-se minutos, numa corrida sem pressas. mas estive, quase! lá isso, é verdade!

gato preto

bom fim de semana

imagem

coisas da vida

dinamismo de um jogador de futebol

dinamismo-de-um-jogador-de-futebol-umberto-1913

obra de umberto boccioni, 1913 (imagem)

não há para onde fugir. o assunto,depois  da bicicleta  já ter dado várias voltas ao mundo) agora, é a supensão, a imbecilidade, a boçalidade, a falta de integridade. totalmente cercados. isto lembra-me um bocadinho : “pão e circo”. um bocadinho. mesmo não sendo apreciadora da arte da bola no relvado, é possível que os verdadeiros apreciadores de futebol se sintam defraudados com a miséria que grassa em campo. em todos. dos azuis, aos encarnados,aos verdes, não há paleta que aguente.