desabafos de agosto, desabafos em rodapé

coincidência?

há um ano publicava-se aqui em desabafos, , a partir de um sofá cinzento, a calamidade nacional: incêndios. fenómeno sazonal, já todos esperamos na estação certa, o crepitar das chamas com uma resignação aflitiva. esta agenda parece não ter fim. vejo este país a arder há mais de 30 anos, e não sei como continuamos a permitir tal desatino.

fogo

imagem

“No primeiro ‘briefing’ de hoje da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), realizado pelas 09:00, em Lisboa, a adjunta nacional de operações, Patrícia Gaspar, revelou que no sábado os 268 incêndios foram combatidos com o apoio de 1.762 viaturas, tendo sido realizadas 103 missões com meios aéreos.” (sapo.pt)

Advertisements
desabafos de agosto, férias por todo o lado

“não corre um ar”

disse uma senhora junto à janela onde me encontro. pelo meio, um berbequim insiste em fazer aquele ruído que lhe dá voz desde sempre. entetanto, uma papoila e um dente de leão. é possível que faça calor.

papoila

dente de leão

ouviu-se agora um assobio; há de ser por conta do apontamento cromático do momento em desabafos. ou então, é algum amigo da rapaziada do 3º direito. bom dia.

coisas minhas, desabafos de agosto, desabafos em rodapé, férias por todo o lado

foi assim que me anunciei

há três anos .

 4 de agosto. estou a chegar ao wordpress. deixei uma sociedade que mantive no Blogger. dei-me bem, mas quis maior independência. agora,vamos ver como é que me vou “desengomar” neste propósito.

quem sou eu? quando descobrirem digam-me. juro que ando a precisar dessa informação há muito tempo.

assim, para já, sou a pessoa que vai dar vida a “desabafos em rodapé”. 

entenda-se isto, como  um espaço despretensioso, eclético, pouco dado a peneiras e similares. tratarei uns assuntos com cara séria, outros com maior displicência, alguns hão de rebentar com tanto vazio de conteúdo e sem grande qualidade de texto. já outros, poderão raiar o ridículo e o inútil. como sou eu que mando aqui, farei como melhor me aprouver. sobre moda e tendências, farei o meu melhor. quanto a “postes” do género queixinhas, não fugirei ao tema, uma vez que me vai ajudar a depurar o fígado, para além, de que, um pouco de má língua, também é muito recomendável. mas quanto a este último, logo se verá. um pormenor: sou capaz de escrever só em minúsculas sem saber muito bem porquê. já me esquecia: as imagens que aqui colocarei, sempre que não forem da minha lavra, serão identificadas. caso seja necessária retirá-las, agradeço que me avisem de forma delicada. por favor, nada de violência. sou gente de paz.

 vamos a isto.

Seja bem vindo quem vier por bem

nota a 6 de agosto de 2016

quase todas as imagens publicadas até há bem pouco tempo (as minhas, e outras devidamente  identificadas) desapareceram. foram parar a outro domínio, com o qual não consigo entrar em contacto.  há um passado ilustrado, manco de conteúdo. que pena.

adivinhações e previsões, desabafos de agosto

medos de agosto#1

ao visionar uma publicidade à Caixa Geral de de Depósitos protagonizada pela Maria Rueff, lembrei-me de uma outra, com a Rita Blanco, a Dona Inércia para  o extinto BES :

-ele era tudo zero…ela não tinha que fazer nada. Deu no que deu. Que premonição, Deus meu… Logo a seguir veio o Banco Mau.

E agora,  “a Caixa com certeza”,será o prenúncio do Banco Péssimo? Medo.

 

medo desabafado às 10 e 37.  3º feira, 2 de agosto.