desabafos em rodapé, fotos

cair da noite

esvai-se o domingo numa preguiça infinda. cai a noite, na certeza que a luz do dia há de dar início a uma nova semana. venha ela.

Advertisements
coisas minhas, desabafos em rodapé, fotos

há um ano a esta parte

em viagem de trabalho, celebrei o solstício de verão na Eslovénia. da capital, Liubliana, até Koper e Piran, tudo é verde e acarinhado. bem preservado, apesar dos horrores que se passaram ali à porta nos anos 90, este país escapou à bárbarie e tem um grande orgulho em todo o seu património. com o solstício de verão 2017 a começar às 05h24, segundo dados científicos, estou bem longe da sensação de satisfação de há um ano. ficam-me as memórias para amenizar a tristeza de viver num país tão maltratado.

liubliana vista do terraço de um hotel

pormenor arquitetónico de um prédio situado numa artéria junto a embaixadas.


edifício da ópera

mês de junho totalmente dedicado a festivais e a celebrações

 

Koper, cidade medieval com reminiscências venezianas

 

Piran, praça central

banhada pelo adriático, com  a croácia em pano de fundo

a refrescar os olhos, numa data com pouco para festejar por este ano de 2017.

desabafos em rodapé, fotos

abandonos

primeiro, o apego, a afeição, a comunhão de dias e horas em conjunto  em conformidade com  a situação para a qual foram adquiridos. até que chega o dia, que já não estão em condições de continuarem a partilhar a nossa vida. ainda assim, mereciam melhor tratamento.

sapatos-1

 

quantas histórias e episódios terá comungado com quem, agora, os despeja com menosprezo e sem olhar para trás. abandonados, à mercê do desdém de quem passa.

desabafos em rodapé, fotos

pequeno, felpudo, e é real

5 de outubro.

não vou trabalhar. comemoro esse facto com uma caminhada matinal. a meio da semana. é uma oportunidade negada nos restantes dias, pelo menos a esta hora. aproveitemos. fomos.

esquilo-bom-2estava tudo em silêncio. restolhar de folhas.  lá estava ele.  subiu. aquietou-se. muito paradinho. “ó pra mim, morto…ou então, estou só à espera do que aí vem. maldita mania destes tipos de duas pernas virem incomodar a fauna desta mata. vai lá comemorar o feriado, vai”! “vou, mas apanho-te”! apanhei-o, porque ele deixou. foi simpático ter feito pose para a minha pessoa.

bom feriado.

desabafos de agosto, férias por todo o lado, fotos

dunas são como divãs

deitados nas dunas 

dunas

alheios a tudo,

gelados e câmara lenta como na TV. está bem, abelha. isso só em letras de músicas e vídeos bem conseguidos. de resto, há leis ambientais que as protegem. serve este desabafo apenas para desejar uma boa semana a quem por aqui passa. como vou estar temporariamente longe das dunas, a contemplar uma torre de uma certa universidade, com vista para o Mondego, o melhor, é levar o barulho do mar comigo.