coisas minhas, desabafos em rodapé

promessas

vejo- as daqui  sentada. aqui ,do meu sofá cinzento, alcanço o pequeno vaso onde foram colocadas, à espera que cumprissem o prometido.

tulipas

vigiadas discretamente, tratadas como se impõe à espécie, cada gota de água despejada de forma cautelosa, não têm forma de se queixar. demoram, talvez, por serem mestres na arte do suspense. vou aguardar mais um bocadinho.

bom dia.