coisas minhas, desabafos em rodapé

o cinema anda ruim, não anda?

estou a ver televisão. o Robert de Niro está ali aos tiros desenfreados, histérico, ele que já foi um taxi driver , um touro enraivecido, caçador numa guerra no sudeste asiático… não tenho gosto em vê-lo assim. os anúncios de filmes na grande tela de verão também não convencem. o cinema anda ruim, não anda? a sétima arte anda pelas ruas da amargura, e a amargura até dá bons argumentos, mas…deixemos isso. gosto de filmes franceses.

coisas minhas, desabafos em rodapé

ojerizar

sorria, está a ser filmado. não acho que este imperativo seja muito democrático. que haja necessidade de instalar câmaras em circuito fechado, em determinados organismos, não discuto. agora, o sorrir…vou encará-lo como uma sugestão, apenas. também compreendo que deve ser mais agradável para quem visiona as imagens, ver pessoas sorridentes, ao invés de carrancas. ele há dias que sinto animosidade com tudo e mais alguma coisa. hoje, é um deles. e a primeira embirração, já ficou registada.

coisas da vida, desabafos em rodapé

aonde te leva o coração?

na prática? sem oratória? sem lírica ?

exato.

então, na prática, ao consultório da especialidade.

sobre o coração, dizem os entendidos que é um órgão pequeno, com  cerca de 12 cm de comprimento e 9 cm de largura apontando para uma massa de 250 gramas na mulher. sou eu, e tantas mais. vejo ainda, que à volta deste assunto, se fala na sua extremidade pontuda designando-a por ápice, e que no seu oposto fica a base, isto assim resumidamente, sem mais pormenores, pois não estamos numa aula de anatomia. e na base do trocadilho, direi que foi num ápice que este músculo tão dado a narrativas e prosa poética se transformou num lar de acolhimento de múltiplas preocupações. estas, com boa orientação, apontaram em várias direções: problemas múltiplos e diferentes, aos quais é preciso acudir. coração aguenta, mas nem sempre. diz o bom senso que deve ser ouvido. e foi até muito bem escutado. atenção à válvula. há aqui razão para cuidado, mas nada de dramas, acrescenta o veredicto vestido de bata branca. faça a sua vida.

obediente, continuo a fazer. as preocupações, essas, também continuam comigo. afeiçoaram-se à minha pessoa. viram-se bem estimadas, e agora, não arredam… ando nisto: umas vezes para cima, outras para baixo. 

eletrocardio

aqui me exponho. sem pudores. boa semana.